Deputados copiam prestação de contas de viagens de colegas

BRASÍLIA - Deputados federais em missões oficiais pela Câmara copiam de outros membros da comitiva relatórios de prestação de contas das viagens ao exterior. Há casos de deputados que só enviaram material de divulgação dos eventos, recortes de notícias e notas de discursos.

Devido à "clonagem", um relatório informa, por exemplo, que um deputado fez uma viagem acompanhado de si mesmo. As passagens e diárias são custeadas pela Câmara. A apresentação do relatório é obrigatória e o acesso aos documentos, público. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Pelas normas, o deputado ou servidor que viajar em missão oficial deve encaminhar à presidência da Casa, em até 15 dias a contar da data final do evento, relatório circunstanciado das atividades desenvolvidas. Documentos idênticos já foram entregues por três gabinetes, assinados pelo então presidente da Câmara e hoje vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB-SP).

Já o então deputado em dezembro de 2008 Jorge Bittar (PT-RJ) inseriu um comentário no rodapé: "Este relatório é de igual teor do entregue pelo deputado Paulo Roberto (PTB-RS)." Os parlamentares se justificam dizendo que, como a missão é a mesma, a prestação pode ser igual.