Mabel confirma candidatura à Câmara e diz que prefere “morrer em pé”

BRASÍLIA - Candidato avulso à Presidência da Câmara, o deputado Sandro Mabel (PR-GO) confirmou hoje que continua na disputa mesmo com as ameaças de expulsão de seu partido. A eleição está marcada para terça-feira à noite e, mesmo com o anúncio de sua candidatura, Mabel ainda não fez o registro oficial na Secretaria-Geral da Mesa.

“Minha candidatura está mantida. Prefiro morrer em pé do que viver acorrentado agachado. É uma disputa que vai até o fim”, disse. Ele acrescentou que não trabalha “com a eventualidade” da presidente Dilma Rousseff pedir que desista da disputa.

Mabel tem a independência como uma das plataformas de sua campanha. Mas, esclarece que não é a independência em relação à oposição na Casa, mas sim, nas questões do Legislativo. “Vamos ajudar – e muito – a presidente. Mas, nas questões aqui da Câmara, vamos pedir para que não se mexam nas emendas individuais, por exemplo”, comentou.

O atual presidente da Casa e candidato com o apoio de 21 dos 22 partidos, o deputado Marco Maia (PT-RS), disse que, no momento, não está preocupado com o relacionamento com o Executivo. “Sou um candidato independente e autônomo. O relacionamento com o Executivo será feito à luz dos consensos discutidos pelos partidos e deputados desta Casa”, comentou.