Abin amplia gastos com cartões do governo em 67%

BRASÍLIA - De acordo com o Portal da Transparência da Controladoria-Geral da União, a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) ampliou em 67% as despesas com cartões corporativos do governo no ano eleitoral de 2010 sobre o ano anterior.

Foram gastos R$ 11,2 milhões contra R$ 6,7 milhões em 2009, diz reportagem publicada nesta sexta-feira na Folha de S.Paulo. É o terceiro maior gasto com cartões, atrás somente do Fundo para Operações da Polícia Federal (R$ 13,4 milhões) e o IBGE (R$ 19,1 milhões).

Segundo a publicação, o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) disse que as despesas com cartões feitas por agentes são sigilosas.

A fatura total dos cartões no último ano do governo Lula foi de R$ 80 milhões. A CGU justificou que o salto nas despesas deve-se à realização do Censo 2010 pelo IBGE.