Assessora de petista é exonerada por receber R$ 4,7 milhões

BRASÍLIA - A assessora da senadora Serys Slhessarenko (PT-MT), que assumiu na semana passada a relatoria do Orçamento de 2011, foi exonerada por receber R$ 4,7 milhões em convênios com o governo sem precisar de licitação. A assessora Liane Muhlenberg preside o Instituto de Pesquisa e Ação Modular (Ipam), que recebeu dinheiro do governo para realizar eventos culturais, segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo divulgadas nesta segunda-feira.

A assessora assinou uma declaração falsa onde afirmou que os dirigentes do Ipam, incluindo ela, não são membros dos Poderes Executivo e Legislativo.

A senadora Serys disse, em nota oficial divulgada nesta segunda, que desconhecia a existência do instituto e que sua assessora o presidia. Disse também nunca ter apresentado emendas para o instituto de Liane nem ter feito gestão para liberação de recursos.

Para Serys, caso existam irregularidades no contrato cabe ao Tribunal de Contas analisá-las.