Presos dois suspeitos da morte do prefeito de Jandira

SÃO PAULO - O prefeito do município paulista de Jandira, Braz Paschoalin (PSDB), foi morto a tiros no início da manhã desta sexta-feira. De acordo com a Polícia Militar, ele e seu motorista foram baleados quando deixavam um carro na Rua Antônio Conselheiro, próxima à rádio Astral, onde Braz apresentaria o programa Bom Dia Prefeito. Dois suspeitos foram presos em Itapevi, também na região metropolitana.

Ouça o áudio captado pelo programa da rádio do momento dos tiros:

Os dois foram encaminhados para o pronto-socorro de Barueri, onde morreram. Os criminosos teriam fugido de carro após passarem atirando pelo veículo do prefeito. Ainda não há suspeitos.

PM encontra carro suspeito

A Polícia Militar de Jandira encontrou um Ford Focus de cor  prata e com marcas de tiros que teria sido utilizado pelos homens que assassinaram Braz Paschoalin.

De acordo com a PM, o veículo, que foi encontrado coberto de gasolina, abandonado na estrada de Pitas, no Parque Nova Jandira, havia sido roubado no dia 21 de novembro.

Paschoalin estava em seu terceiro mandato como prefeito da cidade. Em 1976, foi eleito vereador, então com 28 anos. Em 1988, foi eleito prefeito pela primeira vez, administrando a cidade de 1989 a 1992. Ele reassumiu o cargo entre 1997 e 2000, e foi eleito novamente em 2008, tomando posse em 2009.

Este foi o segundo assassinato de um político este ano na cidade. No dia 8 de julho, o ex-vereador Waldemiro Moreira de Oliveira também foi morto após uma tentativa de assalto.

Atualizada às 12h