PT e PMDB estão 'condenados' a se entender, diz Dirceu

Brasília - O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu afirmou nesta sexta-feira que PT e PMDB estão "condenados" a se entenderem para governar. A declaração foi feita a jornalistas durante encontro do Diretório Nacional do PT, em Brasília.

"PT e PMDB estão condenados a se entender e a governar junto com os outros partidos que apoiaram a presidente eleita (Dilma Rousseff)", disse.

Dirceu ressaltou que as duas maiores legendas do País têm a "responsabilidade" de estar unidas. "A estabilidade e a governabilidade dependem desses dois partidos. Seria uma irresponsabilidade nossa nos desentendermos. É absoltamente necessária a unidade e o entendimento entre eles. Os dois partidos tiveram mais de 40% dos votos, por isso têm uma responsabilidade que nenhuma divergência pode empanar".

O ex-ministro negou que a aliança tornará a presidente eleita 'refém' do PMDB. "Ela não vai ficar refém de ninguém. Ela é refém do eleitorado e do povo brasileiro que a elegeu", disse, reafirmando a autonomia de Dilma para montar seu ministério.

Questionado sobre sua participação no governo, Dirceu voltou a negar. "Não devo, não quero e não posso", disse, acrescentando que não tem conversado com a presidente eleita. "Gostaria muito, mas não tenho conversado."