Câmeras de segurança flagram agressão a jovens na Avenida Paulista. Veja

Câmeras de segurança de um prédio na Avenida Paulista, em São Paulo, flagraram o momento em que jovens foram agredidos no domingo (14). Três rapazes estão caminhando quando passam por outros cinco, um deles com duas lâmpadas fluorescentes nas mãos.

Veja o vídeo:

Repentinamente, o agressor atinge a cabeça de um dos rapazes com a lâmpada. Em seguida, dá novo golpe com outra lâmpada. Neste momento, a vítima reage e a confusão aumenta. O segurança de um prédio parte em direção aos grupos.

 

A Justiça de São Paulo liberou no domingo os agressores - quatro menores de idade e um, maior -. Segundo o advogado Orlando Machado Jr., que defende um dos menores de idade, houve o entendimento de que os jovens "não apresentariam risco para a sociedade soltos". Eles estavam em uma unidade da Fundação Casa na capital. 

O único maior de idade acusado do crime, um jovem de 19 anos, também recebeu alvará de soltura. Segundo o Tribunal de Justiça de São Paulo, ele tem residência fixa e é réu primário. 

Mãe defende punição

A mãe de um dos jovens acusados de agredir os três rapazes defendeu punição para seu filho. "Eu nunca incentivei o meu filho a ser contra homossexual. Tem que ter uma punição, eu acho. Sempre tratei ele com carinho. Acredito que tenha sido influenciado pelo grupo", afirmou.

As vítimas teriam sido atacadas por serem homossexuais. "Eu escutei alguma coisa referente a bicha, a gay, fizeram até outros comentários, enfim", afirmou um dos feridos. Os suspeitos alegaram que houve uma briga após serem abordados pelos rapazes agredidos. 

Caso do Rio

 

No Rio, um jovem também foi agredido neste mesmo fim de semana, após a Parada Gay. Ele estava com um grupo de amigos no Arpoador. em Ipanema, quando foi abordado por militares e acabou levando um tiro. O rapaz passa bem após ter sido atendido em hospital, e os militares estão presos.