Comunidades carentes do Sul vão receber obras de infra-estrutura

Agência Brasil

FLORIANÓPOLIS - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai a Florianópolis para dar início às obras de revitalização do Maciço do Morro da Cruz, um complexo formado por 18 comunidades carentes. A idéia é atender 22 mil pessoas, o que equivale à 40% da população carente da capital catarinense.

O projeto prevê obras de construção de redes de água e esgoto, energia elétrica, casas e pavimentação de ruas. A iniciativa é esperada há mais de 20 anos pelas comunidades, de acordo com Edna Boschi, uma das líderes da associação de moradores do Alto do Caieira, comunidade onde as obras terão início.

-Essas obras significam sair da marginalidade e se tornar um cidadão de fato - disse Edna.

No entanto, a líder explica que as comunidades reivindicam postos de saúde e escolas.

Ela conta que líderes comunitários vão realizar reuniões semanais com autoridades para supervisionar e discutir o andamento dos projetos de revitalização.

A previsão é concluir a obra em três anos. De acordo com a prefeitura de Florianópolis, 17 comunidades serão atendidas. Segundo dados do Ministério das Cidades, serão investidos R$ 54 milhões, sendo que R$ 25 milhões provêm do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). O governo de Santa Catarina deve investir R$15 milhões e a prefeitura da capital, R$14,6 milhões.