Aécio diz que deixa governo de MG no início de 2010

REUTERS

BRASÍLIA - Cotado como um dos possíveis candidatos à sucessão de Luiz Inácio Lula da Silva nas eleições presidenciais em 2010, o governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), cometeu um deslize hoje que reforçou sua pretensão de disputar o Planalto daqui a dois anos. Após o lançamento do Museu das Minas e do Minério, localizado na praça da Liberdade, em Belo Horizonte, Aécio afirmou que deixaria o governo do Estado no início de 2010, antes do fim do seu mandato de governador e dentro do prazo de desincompatibilização determinado pela lei eleitoral para os governantes que desejem disputar as eleições.

- Eu quero, antes de deixar o governo de Minas Gerais no início de 2010, deixar todas as intervenções na praça da Liberdade prontas, inauguradas e abertas ao público - afirmou o governador de Minas Gerais.

Aécio disputa com o governador de São Paulo, José Serra, a preferência do PSDB para se candidatar à sucessão de Lula.