Aeronáutica manda prender presidente dos controladores

Portal Terra

SÃO PAULO - O presidente da Federação Brasileira das Associações de Controladores de Trafego Aéreo (Febracta), Carlos Trifilio, deve cumprir prisão administrativa por 20 dias e mais quatro dias de detenção, a partir de 2 de julho na base aérea da Aeronáutica em Guarulhos (SP). A determinação da punição é da Aeronáutica.

O sargento recebeu, nesta quarta-feira, às 18h30, o comunicado que o informava a prisão. A justificativa seriam entrevistas concedidas pelo sindicalista sobre a crise aérea e o estresse ao qual a categoria está sujeita, além da interferência de rádios piratas e celulares nas comunicações de trabalho.

Segundo um controlador de vôo que pediu para não ser identificado, a punição ocorre porque existe um regulamento interno que ninguém da instituição deve se pronunciar se não for por ordem ou do comando da instituição.

- O sargento (Trifilio) procurou um advogado que irá tomar as providências à respeito dessa prisão. É uma covardia o que a Aeronáutica está fazendo, eles estão tentando desestabilizar os controladores porque quando você prende o presidente da associação tem um impacto na moral do grupo. Se o presidente está tomando uma punição, imagina nós que não estamos na frente - conta.

O controlador que pediu sigilo acredita que há ligação entre a punição e a nota divulgada pela Febracta na quarta-feora, informando sobre a pane nos monitores do Cindacta 1, em Brasília. A pane é a explicação da categoria para o seqüenciamento dos vôos (intervalos de 30 em 30 minutos entre pousos e decolagens), que formou filas nos aeroportos brasileiros. Na versão da Aeronáutica, os controladores estariam realizando uma operação-padrão.

Ele mantém a versão da pane: - os monitores estavam com informações não confiáveis, e os controladores que estavam de serviço consideraram melhor solicitar a troca dos equipamentos, que por questão de segurança deveria ser resolvida. Não houve nenhuma greve ou operação-padrão. É bem possível que o presidente da Febracta também possa ser punido porque a federação emitiu essa nota - declara.

Não houve, entretanto informação oficial de punição sobre esse caso.

Procurado, Trifilio não quis se pronunciar.