Ministro considera coerente a pauta de reivindicações do MST da Bahia

Agência Brasil

BRASÍLIA - Os problemas apresentados pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) na Bahia não são difíceis de resolver, na avaliação do ministro do Desenvolvimento Agrário, Guilherme Cassel.

- A pauta de reivindicações apresentada é uma pauta tanto para o estado, quanto para o governo federal, absolutamente coerente com a situação de lá - , disse nesta quinta-feira, em entrevista a emissoras parceiras da Radiobrás.

Aproximadamente 5 mil trabalhadores rurais do MST caminharam sete dias e 100 quilômetros desde Feira de Santana, no interior do estado, até a capital baiana. Eles chegaram a Salvador na última segunda-feira, para negociar com autoridades estaduais a aceleração do processo de reforma agrária na Bahia.

- Existem alguns assentamentos que ainda precisam de reforços na sua infra-estrutura e nos seus sistemas de créditos. A nossa expectativa frente àquela pauta é enfrentá-la de forma positiva a resolver todos os problemas que estão ali. Não é um problema difícil - , afirmouou Cassel na entrevista.

O ministro disse que 'foi muito bom' ter se encontrado ontem com o governador da Bahia, Jacques Wagner, com lideranças de trabalhadores sem terra e com o superintendente do estado do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) para discutir as questões.

- Temos uma gestão muito boa na superintendência da Bahia. As mobilizações no estado, na última terça-feira de abril, foram pacíficas, muito propositivas, procurando resolver aquilo que tem que ser resolvido -, disse.