Procurador-Geral da República é favorável à CPI do apagão aéreo

REUTERS

BRASÍLIA - O Procurador-Geral da República Antonio Fernando Souza recomendou nesta terça-feira a instalação da CPI do apagão aéreo sob o argumento de que é 'direito líquido e certo da minoria'.

O presidente da Câmara Arlindo Chinaglia afirmou que a decisão reforça a proposta de criação da CPI, mas argumentou que esta ainda não é a decisão do Supremo Tribunal Federal, a quem a oposição recorreu depois que o pedido de instalação foi arquivado por decisão da maioria do plenário.

Chinaglia aguarda a determinação do STF para determinar o funcionamento da investigação na Câmara.

No Senado, a oposição recolhe assinaturas para a criação da CPI, mas o requerimento ainda não foi apresentado à presidência da Casa.

PSDB e DEM (ex-PFL) divergem sobre o tema e sobre qual das duas Casas deveria comandar a investigação.