Algozes de Lula na Lava Jato, membros do TRF-4 que validaram sentença de Moro não são votados para o STJ

Gebran Neto recebeu 1 voto, Leandro Paulsen e Victor Laus, nenhum

Foto: reprodução/Agenda do Poder
Credit...Foto: reprodução/Agenda do Poder

Gustavo Kaye, da Agenda do Poder - Na quarta-feira, 11, a formação da lista quádrupla com candidatos a ministros do STJ deixou em evidência o desprestígio da operação Lava Jato.

Com efeito, os desembargadores do TRF da 4ª região envolvidos com a Lava Jato, que validaram a criticada sentença de Moro que condenou Lula, receberam apenas um ou nenhum voto. São eles: João Pedro Gebran Neto (1 voto), Victor Luiz dos Santos Laus e Leandro Paulsen, que não tiveram votos.

Se a votação acontecesse há dois anos, o cenário possivelmente seria outro. Agora, entretanto, o contexto político é diferente e a Lava Jato caiu em maus lençóis.

Na sessão de quarta-feira, foram escolhidos os desembargadores Messod Azulay Neto, Ney Bello, Paulo Sérgio Domingues e Fernando Quadros para compor a lista quádrupla que será enviada ao presidente Jair Bolsonaro, como Agenda do Poder já noticiou.

* Com informações do site Migalhas

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais