A piada do dia: Bolsonaro recorre ao TSE contra fraude na eleição da "Time"

.

Foto: reprodução
Credit...Foto: reprodução

Eleito “Personalidade do Ano” de 2021 da revista “Time”, no voto direto, com 2,1 milhões de clicks na internet de seus apoiadores, superando os 810 mil clicks do ex-presidente Donald Trump, o presidente Jair Bolsonaro foi pressionado por seus apoiadores a recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral contra a fraude do colégio eleitoral dos editores da revista que escolheram o bilionário Elon Musk, dono da Tesla, uma das pioneiras na produção do carro elétrico, e da SpaceX, que inventou foguetes que entram em órbita e retornam à Terra intactos, atraindo turistas milionários para voos espaciais.

Assessores próximos ao presidente, que, derrotado, nega ter feito convocação aos apoiadores na “live” de 25 de novembro, na qual estava acompanhado do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, ponderaram que era melhor continuar, como Trump, alegando fraude.

É que a decisão caberia ao presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, que tem sido contrário a muitos pleitos de Bolsonaro. Como ministro do Supremo Tribunal Federal, Barroso determinou no sábado a obrigatoriedade da exigência de atestado de vacinação a todo viajante que entrar no Brasil.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais