O almirante da Anvisa e o capitão do Planalto

E mais: Cataguases, Ronaldo Werneck, Luiz Carlos Lacerda, Átila Nunes, Bohemia, Copa Airlines, Unesp, Enfermeira Rejane, Nunes Marques, Unifamaz, Nova York, Mandetta, ceia de Natal, Bolsolão, Malala Yousafzai

Agência Brasil
Credit...Agência Brasil

Não é de hoje que o presidente da Anvisa, almirante Antônio Barra Torres, tem vencido a queda de braço com o presidente da República que o nomeou. Desde as primeiras entrevistas, no nascer da pandemia, se percebe o tom de independência do médico sobre o oficial reformado por indisciplina na tomada de decisões.

Agora, nessa sexta, a hierarquia militar voltou a falar mais alto com a aparição da Ômicron, nova variante do coronavírus. Enquanto o presidente soltava perdigotos e dizia aos frequentadores do cercadinho do Alvorada que aeroportos não seriam fechados e novo lockdown não seria decretado, Barra Torres fez prevalecer sua autoridade de almirante sobre o capitão de baixa patente: em tom completamente contrário e firme, foi às TVs e disse em alto e bom som:

“espero que as recomendações da Anvisa de fechamento dos aeroportos para voos vindos de países da África e a adoção do passaporte da vacina sejam aceitas imediatamente”.

Não levou duas horas para a autoridade do fantoche do centrão cair por terra.

[ponto]

Já tem órfão do bolsonarismo querendo o Barra Torres no comando do Planalto.

 

***

 

Preconceito religioso

O deputado estadual Átila Nunes enviou ofício ao Ministério Público do Rio de Janeiro pedindo a anulação do Plano Plurianual 2022 / 2025 da Prefeitura Municipal de São Gonçalo/RJ. Alega preconceito religioso do prefeito bolsonarista Capitão Nelson, que está criando “museus religiosos” na cidade (o que faltava).

Nelson destinou R$ 1 milhão para o “Museu Evangélico”, R$ 1 milhão para o “Museu Católico”, e apenas R$ 10 mil para o “Museu da Umbanda”.

Com toda razão, o parlamentar quer que os mesmos valores sejam destinados a todos os museus, independente das denominações às quais estejam vinculados.

“...talvez aqui caiba uma observação: a laicidade do estado não significa estado ateu, como alguns até possam equivocadamente entender, antes significa estado de todas as religiões e de religião alguma. O laicismo não constitui atitude de menosprezo e desconsideração dos fenômenos religiosos por parte do Estado”, diz o ofício.

 

***

 

Escárnio

É um escândalo internacional sem precedentes: o governo federal autorizou que narcotraficantes explorem o garimpo na Amazônia. A notícia está no “Globo” deste sábado.

O governo se defende dizendo que não cabe a ele investigar o passado dos garimpeiros.

Que governo?

 

***

 

Benegripe

De licença médica por conta da gripe, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, comunicou nessa sexta (26) que a pandemia de covid “segue controlada na cidade”. Disse ele que todos os maiores de 12 anos já tomaram a primeira dose da vacina. “Não caia em fake news e nem espalhe o pânico”, disse o prefeito.

 

***

 

Notícia-Meme

A turma do Twitter não perdoou a "notícia" publicada em um site conhecido, esta semana. Diz a matéria mais ou menos o seguinte:

“Sem Lula e Bolsonaro, Moro lidera as intenções de voto.”

A moçada ficou sem saber se os coleguinhas falavam sério ou se tentavam vaga no Sensacionalista – site de humor.

 

***

 

Malala

Lembra-se de Malala? Malala Yousafzai. A ativista paquistanesa que ficou famosa por defender a ida de meninas do seu país à escola (mulher no Paquistão é zero à esquerda), e que por isso é a pessoa mais nova a receber um prémio Nobel?


Acabou de se formar na Universidade de Oxford.

 


 

***

 

E o ‘Bolsolão’?

A Câmara dos Deputados está lançando a campanha “Assim como a Vida, a Câmara não Para”.

Para contar à população sobre os projetos de leis aprovados na casa.

[ponto]

Sobre o orçamento secreto, nenhum pio.

 

***

 

Ceia

Uma indústria brasileira é a responsável pela blasfêmia maior deste fim de ano (depois da pose de salvador da pátria adotada pelo fonodotado Sergio Moro na corrida à presidência).

Acabou de lançar panetones salgados.

 

***

 

Mais um

Luciano Bivar, presidente do União Brasil, avisou que o partido terá candidatura própria ao Planalto.
E deverá ser mesmo o Mandetta, ex-ministro da Saúde.

 

***

 

Tudo de novo

Nova York declarou estado de emergência por causa da covid.

Milhares de casos.

 

 

***

 

Nova variante

Para quem vive a repetir o discurso bolsonarista antivacina.

A África do Sul tem uma das piores coberturas vacinais do mundo: 28%.

 

***

 

Brasil

Um professor de medicina do Unifamaz (Centro Universitário Metropolitano da Amazônia) perguntou para uma aluna se ela preferia usar lubrificante ou “no seco” ao ser estuprada.

Foi demitido.

Quando deveria ter sido preso.

 

***

 

Fala o povo

Entreouvido na barca Rio-Paquetá:
“Quem mais vai sofrer com a candidatura do Moro é o Ciro. E Moro só é o que é porque prendeu o maior político brasileiro vivo. Sem Lula, Moro é uma mosca morta.”

A ver.

 

***

 

No STF

Por esta os bolsonaristas não esperavam:

Ministro Nunes Marques votou a favor da liberação dos bens de Lula penhorados pela Lava-Jato.

 

***

 

Violência doméstica

Homens autores de agressões contra mulheres poderão fazer parte do programa “Tempo de Mudar”, para refletir e se conscientizar sobre a gravidade da violência doméstica e familiar. É o que determina a Lei 9.470/21, de autoria da deputada Enfermeira Rejane (PCdoB), sancionada pelo governador Cláudio Castro e publicada no Diário Oficial dessa sexta-feira (26).

 

***

 

Papo-cabeça

As editoras Unesp e Blucher promovem ‘live’ com o Nobel de Física Roger Penrose. Será na próxima terça-feira (30), às 15 horas, pelo Zoom. Penrose falará sobre o lançamento do seu último livro no Brasil, que traz argumentos mais sólidos acerca da teoria da consciência quântica. Inscrições.


***

 

Cataguases

O poeta Ronaldo Werneck, biógrafo de Humberto Mauro, está lançando o livro “Cataguases – Século XX Antes & Depois” (Ed. Tipografia Musical/Outras grafias/poemação produções). “Cataguases, berço da modernista 'Revista Verde', que consagrou a adesão de Minas à então Semana de 22, inaugurando a moderna arquitetura brasileira de Oscar Niemeyer, antes mesmo de seus projetos erguidos na Pampulha (1940) e Brasília (1955/60), e trouxe os artistas plásticos Candido Portinari, Djanira, Bruno Giorgi, Jan Zach, Paulo Werneck, Anísio Medeiros, o mobiliário de Joaquim Tenreiro, os jardins de Burle Marx, e noutros tempos os escritores Lucio Cardoso e Marques Rebelo” (diz o poeta Luiz Carlos Lacerda em texto enviado ao Informe).

 

Macaque in the trees
Capa do livro 'Cataguases' (Foto: divulgação)

 

***

 

LANCE-LIVRE

*** Acontece nessa segunda-feira (26) o lançamento do livro "Declare Independência - Como a matemática muda vidas no Brasil", que alerta a sociedade sobre um apagão de mão de obra devido à falta de estímulo a jovens talentos que se destacam em cálculos. Organizado pelo jornalista Leão Serva;

*** A Copa Airlines comemorou 15 anos de operações no Rio de Janeiro. Para celebrar a ocasião, houve almoço de comida “chifa” (chinesa com peruana) no Restaurante Cantón;

*** A cervejaria Bohemia, em Petrópolis, está com novo chef e cardápio no bar e restaurante. Diretamente de Belo Horizonte, onde esteve à frente do Ateliê Wäls, Rodrigo Rodrigues chega trazendo novidades. Em breve teremos matéria em Gastronomia/Bem Viver.

*** Agência Brasil, de notícias, virou agência de governo, quando deveria ser de Estado. Nenhuma matéria sobre temas desagradáveis ao comandante do Planalto. Nada de defesa de passaporte da vacina, por exemplo. Fim melancólico para os coleguinhas concursados que não se rebelam.

 

[LANCE-LIVRE tem atualização frequente até às 23h59 de domingo (28), acompanhe] 

_______

Publique as colunas do JB em seu jornal, revista ou site: [email protected]

 



Almirante Barra Torres, presidente da Anvisa
Capa do livro 'Cataguases'


Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais