'Se não tiver voto auditável, não terá eleição', ameaça ministro da Defesa

.

Marcelo Camargo/Agência Brasil
Credit...Marcelo Camargo/Agência Brasil

De acordo com informações de "O Estado de S. Paulo", o ministro da Defesa, general Braga Neto, mandou recado para o despachante de Jair Bolsonaro na Câmara, deputado Arthur Lira, ameaçando impedir a realização das eleições em 2022 com um golpe militar, caso não haja voto impresso, como quer o presidente Bolsonaro.

Diz a reportagem: "No último dia 8, uma quinta-feira, o presidente da Câmara, Arthur Lira (Progressistas-AL), recebeu um duro recado do ministro da Defesa, Walter Braga Netto, por meio de um importante interlocutor político. O general pediu para comunicar, a quem interessasse, que não haveria eleições em 2022, se não houvesse voto impresso e auditável. Ao dar o aviso, o ministro estava acompanhado de chefes militares do Exército, da Marinha e da Aeronáutica".

A reportagem fala que o despachante de Bolsonaro na Câmara garantiu a poucos interlocutores de confiança que "o momento é gravíssimo".

Quem viver, verá.

.

ATUALIZAÇÃO DA NOTÍCIA

O ministro Braga Neto veio a público desmentir a reportagem. O "Estadão" manteve a notícia em todos os termos.