Jornal do Brasil

País - Eleições 2018

Doze dos candidatos a governador podem ser eleitos no dia 7 de outubro, segundo o Ibope

Jornal do Brasil REBECA LETIERI, rebeca.letieri@jb.com.br

A menos de duas semanas para as eleições de 7 de outubro, alguns campeões de voto já se desenham nos 27 estados da federação. Se o pleito fosse hoje, 12 candidatos a governador seriam eleitos já no primeiro turno, segundo as pesquisas do Ibope.

Entre eles, sete já comandam os estados nos quais disputam a reeleição: Camilo Santana (PT), no Ceará; Flávio Dino (PCdoB), no Maranhão; Mauro Carlesse (PHS), no Tocantins; Reinaldo Azambuja (PSDB), no Mato Grosso do Sul; Renan Filho (MDB), em Alagoas; Rui Costa (PT), na Bahia e Wellington Dias (PT), no Piauí.

Os outros cinco são: Gladson Camelli (PP), no Acre; Renato Casagrande (PSB), no Espírito Santo; Ronaldo Caiado (DEM), em Goiás; Hélder Barbalho (MDB), no Pará; e Ratinho Júnior (PSD), no Paraná.

Dos 12 favoritos, três são do PT e dois, do MDB. A maioria deles faz parte da região Norte/Nordeste. Entre os candidatos nordestinos, cinco dos governadores seriam reeleitos se o pleito fosse hoje. Os outros sete estão divididos entre a região Norte (3), Centro-Oeste (2), Sul (1) e Sudeste (1). Sem levar em conta a margem de erro, o MDB tem o maior número (5) de candidatos líderes nas pesquisas, empatado com o PSB (5), seguidos pelo PT (4), PSDB (4) e DEM (3). São Paulo é o estado que apresenta o maior percentual de brancos/nulos (23%) e indecisos (47%). 

Macaque in the trees
A disputa nos estados (Foto: Arte/JB)
                                                            ***

Macaque in the trees
A disputa nos estados (Foto: Arte/JB)

O candidato que possui o maior percentual (65%) no cenário nacional, segundo pesquisas mais recentes do Ibope, é Renan Filho (MDB), herdeiro do senador Renan Calheiros (MDB), que também lidera a corrida por uma vaga no Senado em Alagoas.

Em seguida aparece o candidato à reeleição no Ceará, Camilo Santana (PT), com 64% – sessenta pontos percentuais à frente do segundo colocado. Camilo, afilhado político de Ciro Gomes (PDT), candidato à Presidência da República, representa, no Ceará, a aliança inversa da fragmentação que ocorre em plano nacional. Não à toa, sua vice é Izolda Cela, do PDT.

Outro candidato que aparece com folga na liderança da corrida para governo estadual é Rui Costa, também do PT, na Bahia. Rui apresentou, no último dia 18, 60% das intenções de voto, mais de 50 pontos percentuais à frente do segundo colocado. O governo do petista é aprovado por 40% da população baiana, segundo o Ibope.

As pesquisas foram divulgadas entre os dias 16 e 21 de setembro, com exceção do Paraná (14/09) e Mato Grosso do Sul (24/08). Em todas elas, a margem de erro é de três pontos percentuais e o índice de confiança, 95%.



Recomendadas para você