Jornal do Brasil

País - Eleições 2018

Datafolha mostra Bolsonaro na ponta e alta de Haddad

Petista está em empate técnico com Ciro, Marina e Alckmin

Jornal do Brasil

O instituto Datafolha divulgou nesta segunda-feira (10) uma pesquisa que mostra Jair Bolsonaro (PSL-RJ) na liderança das intenções de voto, com 24%.

É o primeiro levantamento desde que o Tribunal Superior Eleitoral rejeitou a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e desde que o deputado federal foi esfaqueado em Juiz de Fora (MG). Atrás de Bolsonaro aparecem Ciro Gomes (PDT), com 13%; Marina Silva (Rede), com 11%; Geraldo Alckmin (PSDB), com 10%; e Fernando Haddad, candidato a vice-presidente pelo PT (que tem até esta terça para substituir Lula), com 9%. Apesar de Ciro assumir a vice-liderança, a margem de erro de dois pontos deixa os quatro candidatos em empate técnico.

Além disso, Alvaro Dias (Podemos), João Amoêdo (Novo) e Henrique Meirelles (MDB) aparecem com 3% cada; Guilherme Boulos (Psol), Vera Lúcia (PSTU) e Cabo Daciolo (Patriota), com 1%; e João Goulart Filho (PPL) e Eymael (DC), com 0%.

A maior oscilação positiva foi justamente a do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, que tinha 4% e subiu cinco pontos percentuais. Já o pior desempenho é o da ex-ministra Marina Silva, que teve uma queda de cinco pontos desde a última pesquisa.

Nas projeções de segundo turno, Bolsonaro perde para todos os adversários, com exceção de Haddad, com quem aparece em desvantagem numérica, mas tecnicamente empatado: 39% para o petista e 38% para o candidato do PSL. Já Ciro Gomes ganharia em todos os cenários de segundo turno pesquisados.

Além disso, os brancos e nulos somaram 15%, enquanto os que não responderam ou não sabem chegaram a 7%. O levantamento, encomendado pela "TV Globo" e pela "Folha de S. Paulo", foi registrado no TSE com o número BR 02376/2018. Ao total, 2.804 pessoas foram ouvidas em 197 municípios.

A pesquisa apontou também que Bolsonaro é o candidato mais rejeitado, com 43% dos eleitores dizendo que não votariam nele de jeito nenhum. Em seguida aparecem Marina, com 29%; Alckmin, com 24%; Haddad, com 22%; Ciro, com 20%; Daciolo, com 19%; Vera Lúcia, com 19%; Eymael, com 18%; Boulos, com 17%, Henrique Meirelles, com 17%; Goulart Filho, com 15%; Amoêdo, com 15%; e Dias, com 14%.

Segundo o Datafolha, o nível de confiança da pesquisa é de 95%, considerando a margem de erro de dois pontos, para mais ou para menos.



Recomendadas para você