No Brasil, conselheiro dos EUA discute Amazônia com governadores

A reunião foi realizada na embaixada americana em Brasília e contou com a presença de governadores de Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia e Tocantins.

Foto: Reuters
Credit...Foto: Reuters

Em um encontro sem a presença de membros do governo federal, o conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos, Jake Sullivan, debateu nessa sexta-feira (6) com os governadores da Amazônia Legal a preservação ambiental e projetos de desenvolvimento sustentável.

A reunião foi realizada na embaixada americana em Brasília e contou com a presença de governadores de Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia e Tocantins.

Os políticos brasileiros entregaram a Sullivan um documento denominado "Plano de Recuperação Verde da Amazônia Legal", com uma série de premissas para promover o desenvolvimento sustentável e equilibrar a preservação ambiental com a atividade econômica local.

Além disso, o grupo reconheceu a importância do diálogo e reforçou que necessita de apoio e de recursos para garantir a sustentabilidade do movimento. Segundo o governador do Pará, Jader Barbalho, Washington está disposto a destinar "bilhões de dólares" para financiar projetos.

O correspondente de Joe Biden, por sua vez, enfatizou que o meio ambiente tem "prioridade absoluta" e é considerado uma questão de "segurança nacional" para o presidente americano, de acordo com o jornal "O Globo".

Durante a campanha presidencial, Biden chegou a propor uma doação de US$20 bilhões ao Brasil para combater o desmatamento. No entanto, caso o país não conseguisse, enfrentaria consequências.

A conversa acontece um dia após Sullivan ser recebido pelo presidente Jair Bolsonaro, pelo ministro das Relações Exteriores, Carlos França, o secretário de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, almirante Flávio Rocha, entre outros. Na ocasião, ele falou sobre temas das pautas bilateral, além do apoio à democracia e temas de meio ambiente.(com agência Ansa)