Flavio Dino: 'Alcântara, cidade vacinada'

Leia o artigo do governador do Maranhão, o primeiro estado do Brasil a já vacinar jovens de 18 anos, a partir desta semana

Reprodução de vídeo
Credit...Reprodução de vídeo

A nossa querida Alcântara, cidade que é referência histórica, de tradições culturais e com grande população quilombola, agora é também símbolo de uma conquista inédita: a primeira cidade brasileira a vacinar toda a sua população adulta com a 1ª dose da vacina contra a Covid-19. Para nós, maranhenses, uma grande vitória frente aos 15 meses de forte enfrentamento ao coronavírus em nosso Estado. Período muito difícil, é verdade, mas no qual temos combatido o bom combate, com fé de que vamos vencer, batalha após batalha. E termos, em nosso território, a primeira cidade com 100% de cobertura vacinal é uma dessas grandes batalhas em que vencemos.

Reconheço a união de muitos esforços em torno desse avanço. Agradeço à equipe da Secretaria de Estado da Saúde, que tem se doado em tempo integral, de domingo a domingo, para progredirmos no enfrentamento a essa difícil pandemia. Agora, frente ao desafio da vacinação, mais empenho e dedicação somando trabalho com a Força Estadual de Saúde do Maranhão e as equipes das Prefeituras Municipais em cada uma das cidades de nosso Estado. Estamos atuando, diretamente, com equipes estaduais, em 190 municípios. Em Alcântara, especialmente, agradecemos também o apoio do Serviço Social da Indústria (Sesi), que levou estrutura e profissionais para fortalecer essa grande força-tarefa.

Esta é mais uma etapa do amplo trabalho que temos realizado em Alcântara, desde o início de nossa gestão. Foi nessa bela cidade-patrimônio que instalamos a Cozinha Comunitária Quilombola de Marudá, a primeira do país destinada ao público quilombola, onde servimos refeições gratuitas, todos os dias, a pessoas em situação de insegurança alimentar e vulnerabilidade social. Também transformamos o Centro de Ensino Professor Aquiles Batista Vieira em um Centro de Educação Integral e reformamos outras unidades escolares do município. Na saúde, entregamos o Hospital Municipal Dr. Neto Guterres completamente reformado, com investimentos que chegaram a R$ 2 milhões. Avançamos, ainda, com serviços de pavimentação de ruas, avenidas e rodovias que beneficiam a infraestrutura da cidade, inclusive com a construção do novo Terminal de Passageiros de Cujupe. Esforços que se conjugam para a valorização de Alcântara e de seu povo, culminando agora com a priorização da vacinação.

Alcançar a totalidade da população alcantarense maior de 18 anos foi possível graças à realização de mais um Arraial da Vacinação, iniciativa do Governo do Maranhão para impulsionar os índices vacinais em localidades específicas, que exigem maior atenção e apoio. Foi assim também que tivemos progresso no índice de vacinação nas cidades de Paço do Lumiar, São José de Ribamar e Raposa, na região metropolitana de São Luís, e ainda em Timon, Morros, Santa Inês, Açailândia, Balsas, Tutóia, Imperatriz e São João dos Patos, onde já ocorreram os mutirões. Hoje, a ação acontece em Pinheiro, amanhã em Caxias e, ao longo desta semana, outras cidades serão também alcançadas.

Destaco que para além do enorme esforço que temos feito, tanto estratégico e logístico, para cumprir com o Plano Nacional de Imunização no Maranhão, seguiremos com muita diligência o planejamento para garantir que toda a população maranhense receba a 2ª dose. Por isso, lançamos o Programa Dose Premiada, com foco em incentivar que as pessoas busquem a vacinação completa, na data correta. Com isto, vamos ofertar 1.000 prêmios em dinheiro, com valores entre R$ 1 mil e R$ 10 mil, iniciando com os sorteios no próximo domingo (27) a todos aqueles que já receberam a 2ª dose da vacina contra a Covid-19.

Apesar da terrível negligência de algumas lideranças políticas do Brasil, acreditamos na ciência, na eficácia da vacinação e, por isso, não mediremos esforços para levar vacina ao braço de toda a nossa população, em todos os municípios maranhenses.

O Brasil chegou a mais de 500.000 mortes por coronavírus, o 2º maior número do mundo. Muita indignação, muita tristeza. A vacina é a nossa esperança e o sucesso de Alcântara é o nosso farol.