Brasil supera marca de 482 mil mortes pelo novo coronavírus

E o presidente Bolsonaro diz que vai desobrigar o uso de máscaras

Isac Nóbrega/Presidência da República
Credit...Isac Nóbrega/Presidência da República

O Brasil contabilizou mais 2.504 mortes e 88.092 casos na pandemia de Covid-19 nas últimas 24 horas, elevando os números totais de óbitos e contágios para 482.019 e 17.210.969, respectivamente, informou o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) nesta quinta-feira (10).

O novo boletim continua a confirmar a tendência de alta no país, já que representa um aumento nos números registrados no mesmo dia da semana passada, quando foram 1.682 vítimas e 83.391 novas contaminações.

A média móvel de infecções nos últimos sete dias voltou a subir para 58.214 (estava em 57.542 na quarta-feira), assim como a de óbitos, que está em 1.804. A taxa de letalidade se mantém em 2,8% e a de mortalidade subiu para 229,4 a cada 100 mil habitantes.

Ainda de acordo com o Conass, o estado de São Paulo continua a liderar nos números absolutos de casos e mortes, com 3.405.481 e 116.693, respectivamente. O maior índice de letalidade, porém, está com o Rio de Janeiro, com 5,8%, que é seguido pelos paulistas com 3,4% e amazonenses, com 3,3%.
Entre os estados mais afetados na pandemia estão também Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Paraná e Bahia.(com agência Ansa)

LEIA MAIS

Bolsonaro pede parecer para desobrigar uso de máscara por vacinados