Xingado por Mainardi, Kakay se manifesta: ‘merece meu desprezo’

O advogado Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, manifestou-se nessa quinta-feira (29), por meio de uma nota, sobre o tratamento destinado a ele no Manhattan Connection

Ana Cristina
Credit...Ana Cristina

O advogado Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, manifestou-se nesta quinta-feira (29), por meio de uma nota, sobre o tratamento destinado a ele no Manhattan Connection da véspera. Ao final da edição, Diogo Mainardi, um dos titulares do programa hoje abrigado pela TV Cultura, mandou o advogado “tomar no cu”, citando Olavo de Carvalho, guru do presidente Jair Bolsonaro.

A TV Cultura encobriu a última palavra, deixando o telespectador ciente do ocorrido. Também nesta quinta, a Cultura se manifestou por sua assessoria de imprensa, informando que não concorda com o comportamento de Mainardi e que está “tomando providências junto à produtora do Manhattan Connection”. A Cultura, no entanto, não explicita quais providências são essas.

Diz Kakay:

“Nunca o grande Manoel de Barros foi tão lembrado por mim como no ‘debate’ ontem: ‘Só uso as palavras para compor meus silêncios.’
Não serei eu, em nenhuma circunstância, que irei censurar a fala de um ‘humorista, como o Mainardi, que abusou do direito de ser indelicado e agressivo no programa. Ele merece meu mais profundo desprezo.

No final , ele se mirou em um de seus ídolos, o tal Olavo de Carvalho, e me agrediu verbalmente. Durante todo o programa, ficava reclamando, mas sem conseguir se manifestar de maneira clara e com um raciocínio lógico. Talvez ele precise de tratamento para superar a queda e a desmoralização dos seus ídolos, como insinuou o Haddad quando foi ao programa, ou talvez seja mesmo só essa figura patética e decadente.

O Brasil é um país triste hoje em dia por ter um presidente do nível do Bolsonaro. O tal Diogo finge que é um crítico do Bolsonaro, mas são pessoas do mesmo naipe. Ele, Olavo, Moro e Bolsonaro se merecem. Eu fico com o grande Mário Quintana:

‘Eles passarão, eu passarinho’.”