PF diz ao STF que Salles atrapalha fiscalização ambiental e pede que ministro seja investigado

Chefe da polícia do Amazonas afirma que ministro do Meio Ambiente patrocina interesses privados de organização criminosa

Reprodução/Twitter do ministro
Credit...Reprodução/Twitter do ministro

O chefe da Polícia Federal do Amazonas, Alexandre Saraiva, encaminhou ao STF uma notícia-crime em que pede investigação das condutas do ministro Ricardo Salles (Meio Ambiente) e do senador Telmário Mota (Pros-RR) por atrapalhar medidas de fiscalização.

O delegado faz referência à maior apreensão de madeira da história do Brasil. No documento, o policial diz que Salles dificulta fiscalização ambiental e patrocina interesses privados.

Saraiva cita dois crimes: advocacia administrativa e impedir ou embaraçar investigação de infração penal que envolva organização criminosa.

PF e Salles estão em atrito por causa do episódio.

O ministro tem apontado falhas na ação e disse que não se pode demonizar sem prova o trabalho dos empresários. Saraiva disse à Folha que é a primeira vez que vê o titular do Meio Ambiente indo contra uma operação que busca preservar a floresta amazônica.(Folhapress)



Chefe da polícia do Amazonas afirma que ministro do Meio Ambiente patrocina interesses privados de organização criminosa
Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, posa em frente às toras de árvores das quais ele defende a derrubada