Pesquisa: 46,3% não querem Bolsonaro nem Lula

.

Foto: Folhapress / Sergio Lima
Credit...Foto: Folhapress / Sergio Lima

Pesquisa realizada pelo Instituto Paraná, junto a 2.100 entrevistados em 200 municípios de 26 estados e mais o Distrito Federal, entre os dias 15 e 19 de março, indicou que a maioria dos consultados – 46,3% - não quer a polarização entre Jair Bolsonaro e o ex-presidente Lula, em 2022, e está em busca de uma terceira via.

A reeleição do atual presidente da República foi indicada por 33,4% dos consultados. Já o ex-presidente Lula teve 22,3% de apoiadores. Não sabem ou não souberam responder, 3,8% dos consultados na pesquisa telefônica, que tem margem de erro de 2 pontos percentuais (para cima ou para baixo).

Mulheres lideram a 3ª opção

Em todas as faixas etárias e especialmente entre as mulheres, que são a maioria do eleitorado, predomina a resistência aos dois contendores: nada menos que 48,8% das mulheres apontam uma candidatura alternativa, contra 43,5% dos homens.

Macaque in the trees
... (Foto: ...)

Dentre estes, 33,4% preferem reeleger Bolsonaro, enquanto apenas 19,9% querem a volta do ex-presidente. Mas é também entre as mulheres que há mais rejeição a Bolsonaro: 24,4% das mulheres ouvidas na pesquisa indicaram o voto em Lula, contra apenas 22,4% em Bolsonaro.

A preferência por outros candidatos prevalece em todas as regiões do país e em todos os níveis de escolaridade. Entre os eleitores com apenas o ensino fundamental Bolsonaro bate Lula por 26,1% a 25,8%, mas ambos perdem para “Nenhum dos dois”, com 42,9% das indicações. Entre os que concluíram o ensino médio, Bolsonaro tem 27,5%, contra 19,7% de Lula, mas 49,1% (a mais expressiva maioria) rejeitam a ambos. Para quem conclui o ensino superior, a 3ª via levou 46,4% dos voos, contra 30% para Bolsonaro e 21,6% para Lula.

Na região Sudeste, a mais populosa do país e com mais eleitores, a 3ª opção é apontada por 49,4%, superando a soma de Bolsonaro (28,6%) e de Lula (17,9%) e 4,1% não sabem ou não declararam voto.

O melhor cenário para Lula foi no Nordeste, o 2º maior colégio eleitoral do país. Embora prevaleçam 45,1% de rejeição a ambos, Lula tem a preferência de 31,1% dos eleitores consultados e Bolsonaro ficou com 20,6%, seu menor percentual no país. No Sul, 42,2% não querem Bolsonaro (preferido por 34,2%) ou Lula (18,8%) e no Norte e Centro-Oeste, 43,7% querem outros candidatos, o atual presidente tem 30,7% de apoios e Lula, 22,6%.

Jovens querem mais opções

Os eleitores com idade entre 16 e 24 anos sãos que mais anseiam por outros candidatos, com 56,7% querendo algo diferente de Lula (27,4% das preferências) e de Bolsonaro, que tem apoio de apenas 16,1%. Na faixa de 25 a 34 anos, 52% preferem a 3º via, enquanto Bolsonaro atrai 25,3% dos eleitores e Lula, 20,2%. Na faixa de 35 a 44 anos, 44,9% não desejam nenhum dos dois, 30,3% apoiam Bolsonaro à reeleição e 20,5% deram o voto a Lula.

Na faixa de 45 a 59 anos, também prevalece a rejeição a ambos (44%), mas é o segmento que se mostra mais favorável à reeleição do atual presidente (31,2%, enquanto a volta de Lula é aprovada por 21,6% dos ouvidos.

Apesar da política negacionista em relação à gravidade da Covid-19 pelo governo Bolsonaro colocar mais em risco os brasileiros com mais de 60 anos, este é o 2º contingente de eleitores que garante os maiores percentuais de apoios ao atual presidente: 30,4%, contra 23,6% de Lula. Mas a 3ª via tem a preferência majoritária na faixa, com 39,4%.



Jair Bolsonaro
...