Brasil em negociações com os Estados Unidos para excesso de vacinas covid-19, disse o Ministério das Relações Exteriores

O governo federal está em negociações desde 13 de março sobre a potencial importação de vacinas covid-19 em excesso dos Estados Unidos, disse o Itamaraty em publicação no Twitter

Foto: Reuters / Diego Vara
Credit...Foto: Reuters / Diego Vara

O Itamaraty e a Embaixada do Brasil em Washington, em cooperação com o Ministério da Saúde, estão negociando com o governo dos Estados Unidos, segundo tuíte do ministério.

A Casa Branca anunciou na sexta-feira planos de “emprestar” 4 milhões de doses AstraZeneca que já foram produzidas nos Estados Unidos para o Canadá e o México. A Casa Branca não tem planos de emprestar doses a outros países, segundo um funcionário do governo.

O Brasil enfrenta o segundo surto de coronavírus mais letal do mundo, depois dos Estados Unidos, que piorou com uma nova onda nas últimas semanas, levando o sistema hospitalar à beira do colapso. Na sexta-feira, o Ministério da Saúde informou um registro diário de 90.570 novos casos nas últimas 24 horas, além do segundo dia mais letal desde o início da pandemia.

O governo federal tem demorado a implantar a vacinação no país, com alguns governos estaduais precisando suspender a imunização em vários pontos devido à falta de suprimentos.

Na sexta-feira, a Reuters informou que o governo brasileiro não pediu aos Estados Unidos excesso de vacinas, apesar dos planos de compartilhar as doses com o México e o Canadá, citando duas pessoas familiarizadas com o assunto.(com agência Reuters)