Avião com material para 8,6 milhões de doses da CoronaVac chega em São Paulo

.

Foto: Folhapress / Pedro Ladeira
Credit...Foto: Folhapress / Pedro Ladeira

A aeronave trazendo uma nova remessa de insumos para produção da CoronaVac da China aterrissou por volta das 23h46 dessa quarta-feira (3) no aeroporto de Viracopos, em Campinas, no interior de São Paulo.

O Boeing 777 da Latam saiu por volta das 21h30 desta terça-feira (2) de Pequim, na China, trazendo 5,4 mil litros de IFA (Insumo Farmacêutico Ativo) da fábrica da farmacêutica Sinovac que permitirá a produção de mais 8,6 milhões de doses do imunizante pelo Instituto Butantan.

A expectativa é que as vacinas comecem a ser entregues ao Ministério da Saúde no dia 25 de fevereiro.

O desembarque contou com a presença do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), do secretário de Saúde do estado, Jean Gorinchteyn, e do diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas.

O estado de São Paulo solicitou a liberação de outros oito mil litros de insumos e aguarda a resposta do governo chinês.

Atraso das vacinas de Oxford/AstraZeneca
Nesta quarta-feira (3), o consórcio internacional Covax Facility informou que a chegada de três milhões de doses da vacina de Oxford/AstraZeneca no Brasil será adiada para o segundo semestre de 2021.

A estimativa agora é que o país receba apenas 1,6 milhão de doses no primeiro trimestre e seis milhões nos três meses seguintes, entre abril e junho. Até então, a previsão era de que o Brasil recebesse 10.672.800 de doses até o meio do ano.(com agência Sputnik Brasil)