MUNDO

Mortes em ataque a campo de refugiados em Gaza passam de 200

Cifras se baseiam em registros de hospital da região

Por JB INTERNACIONAL
[email protected]

Publicado em 26/12/2023 às 08:30

Alterado em 26/12/2023 às 08:30

Bombardeio em Gaza Foto: Reuters/Mohammed Talatene

Subiu para 106 o número de mortos no ataque israelense contra o campo de refugiados de Maghazi, no centro da Faixa de Gaza.

A informação é da agência de notícias Associated Press, que cita registros do hospital de Al-Aqsa, próximo ao local do bombardeio.

Um balanço anterior divulgado pelo Ministério da Saúde de Gaza, enclave controlado pelo grupo fundamentalista Hamas, falava em pelo menos 70 vítimas.

Trata-se de um dos ataques mais mortais desde o início da operação israelense no território palestino após os atentados cometidos pelo Hamas em 7 de outubro, que deixaram 1,2 mil mortos.

Desde então, os bombardeios israelenses em Gaza já fizeram mais de 20 mil vítimas, segundo as autoridades locais.

O Exército de Israel disse ter iniciado uma "verificação" sobre o ataque contra o campo de refugiados e pediu que a população do centro da Faixa de Gaza se "afaste das zonas de combate", embora a ONU tenha dito que não há mais lugar seguro no enclave.

Já no sul do território, em Khan Younis, projéteis de artilharia israelense atingiram os andares superiores da sede local do Crescente Vermelho, que abrigava deslocados de outras regiões.
Segundo a entidade humanitária, o ataque provocou "algumas vítimas".(com Ansa)

Tags: