Batalha entre Hamilton e Verstappen faz da temporada 2021 a melhor da Fórmula 1 em anos

Britânico busca oitavo título da carreira, mas piloto holandês é o atual líder do campeonato

Reuters/Clive Mason
Credit...Reuters/Clive Mason

Apenas cinco pontos separam o sete vezes campeão do mundo Lewis Hamilton do líder do campeonato Max Verstappen, a oito corridas do término da temporada 2021 de Fórmula 1. A acirrada disputa é resultado de uma intensa batalha entre o piloto de 36 anos da Mercedes e o de 23 anos da Red Bull, que já resultou até mesmo em duas colisões entre os rivais.

Diferente do que se viu durante toda a era dos motores híbridos na categoria mais alta do automobilismo, instaurada em 2014, a Mercedes finalmente tem uma concorrente à altura. Ainda que a Ferrari tenha ensaiado uma disputa em 2017 e 2018, a tentativa da equipe italiana não se compara ao desafio imposto pela Red Bull em 2021.

A equipe da bebida energética levou a melhor em nada menos do que oito das 14 provas disputadas até o momento, levando muito movimento às casas de apostas on-line. Verstappen foi o responsável por sete vitórias enquanto seu companheiro de equipe, o mexicano Sérgio Perez, conquistou o Grande Prêmio do Azerbaijão. Para efeito de comparação, a Red Bull anotou 17 vitórias em 138 corridas de 2014 a 2020.

Já a Mercedes, por sua vez, triunfou em apenas quatro oportunidades, todas com Hamilton. Três delas vieram nas quatro primeiras etapas do ano. Ou seja, das últimas 10 provas, apenas uma acabou com o britânico no lugar mais alto do pódio.

A última vitória de Hamilton até o momento foi justamente o Grande Prêmio da Inglaterra, sua corrida caseira, na oitava vez que o piloto venceu em Silverstone. A prova foi marcada por um acidente na primeira volta entre o piloto da Mercedes e seu rival Verstappen, que fez com que o holandês tivesse que ser conduzido a um hospital local para testes de saúde.

Desde então, a próxima corrida que Hamilton vier a ganhar será a sua centésima vitória, um marco histórico e significativo. Michael Schumacher é o segundo piloto com mais vitórias na Fórmula 1, com 91 conquistas. Hamilton também busca ultrapassar o lendário alemão em número de títulos, já que Schumacher também possui sete campeonatos de pilotos.

Hamilton e Verstappen voltaram a se encontrar no Grande Prêmio da Itália. O sete vezes campeão do mundo saiu dos boxes tendo que defender sua posição justamente do líder do campeonato, e um contato na primeira curva do circuito italiano fez com que ambos abandonassem a prova após ficarem presos na brita.

O acidente poderia ter tido sérias consequências para Hamilton se não fosse o “halo”, uma peça introduzida em 2018 nas categorias sancionadas pela FIA, a Federação Internacional de Automobilismo. Sem a recente invenção que adicionou um importante componente de segurança aos carros, um dos pneus traseiros de Verstappen teria atingido o capacete do piloto britânico com muito mais força.

Os dois acidentes, principalmente o primeiro, em Silverstone, fizeram com que o clima entre os pilotos e suas equipes subisse de nível, aquecendo uma grande rivalidade também fora das pistas. Trocas de farpas através de aspas na imprensa viraram rotina entre Hamilton, Verstappen e os chefes de equipe da Mercedes e Red Bull.

De forma inesperada, a Alpine, ex-Renault, e a clássica McLaren foram as outras duas equipes que também venceram na temporada 2021. Esteban Ocon, da equipe francesa, garantiu sua primeira vitória na Fórmula 1 no Grande Prêmio da Hungria, enquanto Daniel Ricciardo foi o vencedor do Grande Prêmio da Itália, em Monza.

O australiano foi o responsável pela primeira vitória da McLaren desde o Grande Prêmio do Brasil de 2012, no qual Jenson Button, campeão de 2009 pela Brawn GP, foi o vencedor. Ricciardo conquistou seu oitavo triunfo na categoria, o primeiro desde que saiu da Red Bull ao final da temporada 2018.

Verstappen lidera o campeonato de pilotos com 226.5 pontos. Hamilton vem logo atrás, com 221.5. Valtteri Bottas, da Mercedes, Lando Norris, da McLaren, e Perez aparecem de terceiro a quinto, respectivamente, mas distantes dos líderes. No campeonato de construtores, porém, é a Mercedes que leva vantagem, com 362.5 pontos contra 344.5 da Red Bull.

Se Hamilton acabar o ano realmente atrás de Verstappen, será apenas a segunda vez desde 2014 em que o veterano piloto não conquista o título. Em 2016, o britânico ficou atrás do companheiro de equipe Nico Rosberg, da Alemanha, por apenas cinco pontos.

O primeiro título de Hamilton veio em 2008, em sua segunda temporada na Fórmula 1, quando ainda corria pela McLaren. O britânico bateu o brasileiro Felipe Massa, da Ferrari, em uma disputa eletrizante que somente foi decidida na última curva da última corrida – justamente o Grande Prêmio do Brasil, vencido por Massa e que viria a ser seu último triunfo na categoria.

Já Verstappen, que é tratado como um grande talento desde que estreou no grid da Fórmula 1 com apenas 17 anos em 2015, busca seu primeiro título. A conquista seria o primeiro campeonato de pilotos de um holandês na história da categoria, e também adicionaria ao legado de Verstappen o feito de ter interrompido a maior sequência dominante da história da Fórmula 1, já que somente pilotos da Mercedes se sagraram campeões desde 2014.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais