Presidente do Peru promete revolução na educação do país 

O presidente do Peru, Ollanta Humala, afirmou nesta sexta-feira, em uma reunião com representantes empresariais e financeiros dos Estados Unidos, que uma das ações de seu governo será uma revolução educativa que trate a educação como um direito, e não como privilégio. As informações são da Agência Ansa.

O encontro aconteceu em Nova York, onde Humala participou dos debates gerais da 66ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU). O mandatário prometeu uma verdadeira revolução na educação que se fará possível, segundo ele, diante de atual situação macroeconômica do Peru.

O Peru estima um aumento de seu Produto Interno Bruto (PIB) para este ano entre 7% e 8%, com dívidas e inflação baixas, o que ajudará a fortalecer o plano, segundo o presidente.

Além das mudanças na educação, Humala planeja, para a política social, uma reforma das pensões e a implantação de um programa de combate à pobreza inspirado no brasileiro "Bolsa Família".