Pelo menos três rebeldes mortos em ataque avião não tripulado americano no Paquistão 

Pelo menos três rebeldes foram mortos nesta sexta-feira por um avião não tripulado americano na zona tribal do Noroeste do Paquistão, anunciaram membros das forças de segurança.

Dois mísseis disparados pelo drone atingiram uma casa na cidade de Khushali Turikhel, 40 quilômetros a leste de Miranshah, principal cidade do Waziristão do Norte, região tribal fora da lei, indicou à AFP uma autoridade das forças de segurança e um oficial dos serviços de inteligência.

"O drone americano disparou dois mísseis que atingiu uma casa. Pelo menos três militantes foram mortos", declarou um alto funcionário.

As identidades dos mortos não foram reveladas de imediato, mas as duas autoridades asseguraram que eram talibãs da região.

No entanto, um outro oficial dos serviços de inteligência em Miranshah indicou que estrangeiros estão entre as vítimas do ataque, acrescentando que o registro de mortos pode aumentar.

O Exército americano e a CIA são as únicas forças no Afeganistão que utilizam dos drones Predator na região.

Os americanos acusam Islamabad de fazer jogo duplo, que se recusa, segundo eles, a "limpar" o Waziristão, que serve de base para grupos de talibãs afegãos, principalmente a rede Haqqani, considerada por Washington o inimigo número um dos Estados Unidos no leste do Afeganistão.

Esta rede é responsável por ataques espetaculares contra o QG da Otan e contra a embaixada americana na semana passada em Cabul.