Discurso de Obama não se aplica aos palestinos, diz negociador

O negociador palestino Saeb Erekat atribuiu o discurso hostil desta quinta-feira do presidente americano, Barack Obama, à "parcialidade" dos Estados Unidos em relação à Israel, e denunciou que a mensagem de liberdade e independência apregoada por Washington não se aplica à Palestina.

"Nosso povo manifestou seu sentimento de que o discurso (de Obama) não atende às aspirações dos palestinos de liberdade e de independência, algo que o governo americano pede para todos os povos, exceto para os palestinos", disse Erekat à AFP.

"É por isto que nosso povo sente a parcialidade dos Estados Unidos como algo insuportável", revelou Erekat, confirmando que o presidente palestino, Mahmmud Abbas, apresentará nesta sexta-feira o pedido de ingresso da Palestina nas Nações Unidas.

"Apesar desta postura injusta e de toda a pressão, o presidente Abbas fará amanhã o pedido ao Conselho de Segurança da ONU para a admissão do Estado da Palestina".