Síria: Ki-moon afirma que Assad falhou em cumprir promessas

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, disse nesta segunda-feira que é "perturbador" que o presidente sírio, Bashar al-Assad, tenha falhado reiteradas vezes em cumprir as promessas que formulou, incluindo o fim dos ataques contra opositores.

"É perturbador que não tenha cumprido com sua palavra", disse Ban a jornalistas ao afirmar que Assad havia se comprometido na semana anterior a interromper as operações militares e de segurança do governo.

"Isso foi o que me disse, claramente, quanto conversei por telefone com ele", acrescentou Ban.

"Vários governantes do mundo falaram com ele para que parasse imediatamente com as operações militares, com as quais mata seu próprio povo. (Assad) deveria fazer isso", acrescentou o secretário-geral.

Assad "viu e ouviu todos esses chamados sérios e urgentes e espero sinceramente que ele realize isso", disse.

Uma equipe humanitária da ONU acaba de iniciar uma visita à Síria para avaliar as necessidades do país, ao mesmo tempo em que Assad prossegue com uma campanha mortífera contra as manifestações da oposição.

A ONU e ativistas de direitos humanos afirmam que mais de 2 mil civis morreram desde o início dos protestos, em meados de março.