Israelenses retomam protestos contra custo de vida

As manifestações contra o custo de vida que agitam Israel há um mês foram retomadas na noite deste sábado em uma dúzia de cidades, mobilizando cerca de 50 mil pessoas em todo território israelense.

O principal protesto ocorria em Beersheva (sul), onde os organizadores esperam a chegada de milhares de pessoas da região do Neguev.

Em Haifa, capital do norte do país, a manifestação reunia cerca de 25 mil pessoas. Outras 5 mil se concentravam em Afula (Galileia), 2.000 em Modiin (centro) e 1.500 em Eilat (sul), mas Tel Aviv e Jerusalém foram poupadas dos protestos.

No sábado passado, mais de 300 mil pessoas saíram às ruas de Tel Aviv para reclamar do custo de vida.