Khamenei chama Mubarak de serviçal de sionistas e americanos

TEERÃ - O guia supremo do Irã, o aiatolá Ali Khamenei, acusou nesta sexta-feira o presidente egípcio Hosni Mubarak, que enfrenta uma revolta popular sem precedentes, de ser "o serviçal dos sionistas e dos Estados Unidos", em um sermão sobre as insurreições no Egito e na Tunísia.

"O Egito esteve durante 30 anos nas mãos de alguém que tem sido o inimigo da liberdade (...) o serviçal dos sionistas", afirmou Khamenei.

"Por isto os israelenses e os inimigos sionistas são os mais preocupados com o que acontece (...) pois sabem que se o Egito deixar de ser seu aliado, isto será um acontecimento considerável na região", completou o guia supremo iraniano.