Número considerável de vítimas foi evitado no atentado em Estocolmo

ESTOCOLMO - Um número considerável de vítimas foi evitado em Estocolmo, afirmou à BBC o ministro sueco das Relações Exteriores, Carl Bildt, ao comentar o atentado do último sábado, que matou o suposto terrorista.
Bildt explicou que o homem-bomba estava a apenas "poucos minutos e 200 metros" de provocar uma grande catástrofe quando detonou os explosivos na tarde de sábado em um bairro muito movimentado do centro de Estocolmo.

"Tivemos muita sorte. Alguns minutos e 200 metros a mais e teria sido realmente catastrófico", declarou o ministro.

Bildt completou que a Suécia trabalha com outros países, entre eles Grã-Bretanha e Estados Unidos, para determinar se o suposto terrorista tinha cúmplices, mas destacou que tudo indica uma atuação individual.

Duas explosões foram registradas no sábado à tarde em um bairro comercial do centro de Estocolmo e deixaram um morto, o suposto autor do atentado, e dois feridos.