Ministro israelense diz que diplomacia pode evitar armas nucleares do Irã

WASHINGTON - O ministro israelense da Defesa, Ehud Barak, avliou que diplomacia e "sanções muito mais severas" ainda podem evitar que o Irã adquira armas nucleares, ao ser entrevistado neste domingo pela rede de televisão americana CNN.

"Acredito que ainda há tempo para a diplomacia e continuo pensando que sanções muito mais severas podem forçar o regime (do Irã) a pensar duas vezes", disse Barak durante a edição dominical do programa "GPS".

O ministro da Defesa e ex-primeiro-ministro acrescentou que é importante que os Estados Unidos e os europeus "não descartem nenhuma opção", nem a militar, que pode incluir, por exemplo, a destruição das usinas nucleares subterrâneas do Irã.