Polícias de Brasil e Bolívia procuram franceses desaparecidos

As polícias de Bolívia e Brasil buscam há três semanas dois franceses que desapareceram no fim de agosto na cidade boliviana fronteiriça de Guayaramerín, disse nesta quarta-feira uma fonte policial.

"Procuramos dois franceses que desapareceram há aproximadamente três semanas. Estamos trabalhando junto à polícia brasileira para encontrá-los ou, no pior dos casos, encontrar os corpos", disse à AFP o comandante da polícia de Guayaramerín, Julio Mendoza.

A autoridade afirmou que uma pessoa foi interrogada sobre o caso e que não foi presa.

Segundo a polícia, Jérémie Bellanger, 25 anos, e Fannie Blancho, 23 anos, chegaram no fim de agosto a Guayaramerín, cidade da região boliviana de Beni, a partir do Brasil, junto a uma criança de 3 anos, filho da mulher.

"Alugaram um quarto e deixaram a criança ali, enquanto foram a um local noturno onde passaram a noite. Depois, foram convidados por um homem que conheceram nesse lugar para ir a uma fazenda a 12 quilômetros de distância de Guayaramerín", completou o chefe policial.

O francês Bellanger foi no dia seguinte ao local onde estavam alojados, onde pediu que cuidassem da criança, e desde então não se soube mais do paradeiro dos europeus, disse o comandante Mendoza.

"Temos um suposto autor do desaparecimento, que seria a pessoa que os levou à fazenda, mas estamos investigando, e não temos dados suficientes para prender essa pessoa", disse o chefe da polícia.

A criança de 3 anos que acompanhava o casal, de nome Bounty, foi entregue à embaixada da França em La Paz, declarou Mendoza.

A família de Bellanger informou da França que viajará à Bolívia para acompanhar as buscas.

O jornal francês Le Parisien indicou que o casal tinha viajado em março passado à América do Sul, onde previa passar um ano sabático.