Os dois reféns libertados pela Al-Qaeda viajam para a Espanha

Agência AFP

OUAGADOUGOU - Os dois voluntários espanhóis libertados pela Al-Qaeda no Maghreb Islâmico (AQMI) deixaram Ouagadougou pouco depois das 19H30 (hora local, 16H30 de Brasília) para viajar em direção à Espanha, constatou um correspondente da AFP.

Roque Pascual, de 50 anos, e Albert Vilalta, de 35, foram sequestrados junto com Alicia Gámez - libertada em março - quando viajavam pela Mauritânia com uma caravana de ajuda humanitária da ONG Barcelona Acción Solidária, à qual pertencem. Em seguida foram levados para o deserto de Mali, até a libertação nesta segunda-feira.