Fabricantes das bonecas Bratz e Barbie em guerra de espionagem

Agência AFP

WASHINGTON - A MGA Entertainment, fabricante americana da boneca Bratz, acusou a rival Mattel - fabricante da Barbie - de praticar espionagem industrial há mais de 15 anos, no mais novo episódio da batalha judicial entre as duas empresas, informou o Wall Street Journal.

A MGA afirma que funcionários da Mattel utilizaram crachás de identificação falsos para entrar em fábricas suas e do fabricante Hasbro para tirar fotos de seus produtos sem autorização.

Em janeiro de 2011, um novo processo será aberto em um tribunal da Califórnia.

Com sua boneca, a MGA transformou-se rapidamente no maior competidor da Mattel, registrando mais de 1 bilhão de dólares em volume de negócios anual e destronando a Barbie nas prateleiras dos Estados Unidos.

Em 2008, a Mattel teria conseguido na justiça os direitos sobre a boneca Bratz. A MGA apresentou queixa, onde afirma que os advogados da Mattel participaram de um esquema de corrupção e extorsão para roubar os segredos da concorrente. No relatório, a fabricante da boneca Bratz afirma que a Mattel cometeu extorsão, obstrução da justiça e violação de direitos autorais, que são atos previstos na lei federal norte-americana.