Mídia francesa pede a Sarkozy para se comportar com a rainha

REUTERS

PARIS - A normalmente respeitosa imprensa francesa pediu ao presidente Nicolas Sarkozy que se comporte durante a visita oficial de dois dias à Grã-Bretanha e ofereceu uma série de conselhos de como ele deveria se comportar diante da rainha Elizabeth.

Sarkozy chegou a Londres nesta quarta-feira com sua mulher, a ex-modelo Carla Bruni, e almoçou com a rainha, que deve oferecer um jantar de Estado em homenagem ao casal nesta noite. ''Evite ficar agitado demais na carruagem real'', aconselhou o jornal Le Monde ao presidente.

O jornal também recomendou que Sarkozy não atenda seu telefone celular na frente da rainha, nem use seus óculos de sol Ray-Ban ou fique olhando para o relógio Rolex exceto em emergências.

O presidente francês foi flagrado checando as mensagens de seu celular durante audiência com o papa Bento XVI no ano passado e foi criticado em seu país por seu comportamento pouco ortodoxo e estilo de vida de celebridade.

A taxa de aprovação de Sarkozy despencou nos últimos meses, forçando o presidente francês a diminuir o tom. Para alguns jornais franceses, a visita cerimonial de Estado à Grã-Bretanha é uma chance de recuperar a reputação presidencial.

- Para um presidente criticado pelos franceses por suas tendências, uma foto oficial com decanos da monarquia mundial...pode ajudar a melhorar sua imagem - disse o jornal Le Parisien, que também deu conselhos a Sarkozy sobre como evitar novas polêmicas.

- Não fale primeiro com a rainha... não faça perguntas pessoais... não toque nela... não caminhe na frente dela... não fume na frente dela... não reclame... não se levante da mesa antes dela - afirma o diário.