Parlamento Paquistão define data para escolher primeiro-ministro

Agência EFE

ISLAMABAD - O presidente do Paquistão, Pervez Musharraf, convocou nesta quinta-feira, para o dia 24 de março, a sessão parlamentar para escolher o primeiro-ministro do país, segundo a agência estatal 'APP'.

A câmara baixa paquistanesa se reunirá na próxima segunda-feira às 16h00 local (08h00 de Brasília) para escolher 'o membro que possui a confiança da maioria dos deputados da assembléia', segundo o porta-voz presidencial, Rashid Qureshi.

No entanto, o Partido Popular do Paquistão (PPP), da falecida líder Benazir Bhutto, vencedor da eleição realizada no dia 18 de fevereiro, ainda não revelou quem será seu candidato à chefia do Governo.

Segundo um comunicado da formação divulgado ontem, é o filho de Bhutto, Bilawal, quem deverá anunciar o nome do candidato a primeiro-ministro do PPP.

Na última quarta-feira, Bilawal informou que faria o anúncio assim que a data da sessão de posse fosse divulgada, o que aconteceu nesta quinta-feira.

O jovem líder do PPP chegou ontem, sob medidas rigorosas de segurança em um vôo procedente de Londres à cidade de Karachi e visitou o túmulo de sua mãe.

Na disputa para o cargo de primeiro-ministro, aparecia como favorito, até agora, o vice-presidente do PPP, Amin Fahim, embora nas últimas semanas a situação tenha se invertido e diversos líderes sugeriram que Asif Zardari poderia ser o eleito.

O viúvo de Bhutto não tem cadeira parlamentar por enquanto e deveria se apresentar às denominadas 'by-elections', nas quais um deputado abandona seu assento, para que novas eleições sejam realizadas em sua circunscrição, possibilitando que outro candidato ocupe sua cadeira.

No entanto, até então, outro membro do PPP deveria ocupar a chefia do Governo durante aproximadamente três meses, para a qual se avalia os nomes de três dirigentes da formação da província oriental do Punjab.

Na primeira sessão parlamentar desta legislatura, os deputados escolheram a candidata do PPP, Fahmida Mirza, como presidente do Parlamento.