Sarkozy terá salário de 19 mil euros

Agência AFP

PARIS - O salário do presidente francês, Nicolas Sarkozy, foi mais que dobrado nesta terça-feira pela Assembléia Nacional, para equipará-lo ao do primeiro-ministro, uma medida que a oposição de esquerda qualificou de "indecente" e "escandalosa".

A partir de 2008, Nicolas Sarkozy receberá a mesma quantia do premier François Fillon, ou seja, 19 mil euros brutos por mês, contra os atuais 7,7 mil euros brutos. "O salário do presidente será alinhado ao do primeiro-ministro", disse antes da votação no Parlamento o presidente da União pelo Movimento Popular (UMP), Jean-François Copé.

Sarkozy exigiu que o novo salário fosse fixado por lei e que o Tribunal de Contas controle a presidência.

- Quero transparência. Quero que os franceses saibam - declarou Sarkozy durante uma viagem à Córsega, ilha francesa do Mediterrâneo.

Os deputados de esquerda mostraram sua indignação e consideraram a medida "escandalosa". "Dá a sensação de que a classe política serve a si mesma, enquanto os franceses ficam à margem, abandonados", disse o deputado socialista Arnaud Montebourg. Metade dos franceses ganha menos de 1,5 mil euros (US$ 2.164), segundo as estatísticas.