Londres comemora decisão do Iraque de assumir província de Basra

Agência EFE

BASRA - O ministro britânico de Assuntos Exteriores, David Miliband, recebeu bem o anúncio do Iraque de que o país assumirá o controle da segurança na província de Basra, em dezembro.

Basra é a última das províncias iraquianas sob controle britânico no sul do Iraque.

Miliband afirmou que o anúncio, feito na última segunda pelo primeiro-ministro iraquiano, Nouri al-Maliki, "confirma a estratégia de transição anunciada" pelo chefe do Governo de Londres, Gordon Brown, neste mês. Além disso, deixa claro que ele "está alinhado com a estratégia de ceder o controle de forma progressiva em todo Iraque".

- A decisão de entregar qualquer das províncias não é feita superficialmente, mas após um exame rigoroso da segurança e das capacidades das autoridades iraquiana - acrescentou em comunicado conjunto com o ministro da Defesa do Reino Unido, Des Browne, que está visitando as tropas no Iraque.

O chefe da diplomacia britânica explicou que, após a cerimônia de entrega do controle em dezembro, as forças britânicas e da coalizão permanecerão em uma função de "supervisão" no sul do território iraquiano.

Maliki fez o anúncio após o Governo receber nesta segunda o controle da segurança da província de Karbala, 110 quilômetros ao sul de Bagdá, das mãos das tropas polonesas de coalizão liderada pelos Estados Unidos.

Karbala é a oitava província cujo controle da segurança foi entregue pelas tropas de coalizão às Forças de Segurança iraquianas.

O Reino Unido, que tem atualmente cerca de 5 mil soldados no Iraque, anunciou a retirada de cerca de mil antes do final do ano e a redução do contingente para cerca de 2.500 militares a partir do próximo outono.

Desde o início da invasão liderada pelos Estados Unidos em março de 2003, 171 militares britânicos morreram no Iraque.