Em reação a discurso de Bush, Vietnã afirma foco no presente

REUTERS

HANÓI - Os vietnamitas lutaram por uma 'causa correta' durante sua guerra contra os EUA, mas preferem focar no presente, disse um porta-voz do governo comunista do país na quinta-feira, reagindo ao discurso em que o presidente norte-americano, George W. Bush, comparou os conflitos do Iraque e do Vietnã.

- A guerra deixa sequelas que ainda são visíveis hoje, assim como nossas lembranças - disse Le Dung, porta-voz da chancelaria, durante seu encontro quinzenal com a mídia.

- Mas, sendo uma nação com uma tradição que valoriza a paz, estamos determinados a não esquecer o passado, mas a valorizar o presente e esperar uma melhor relação com os Estados Unidos - disse.

Na quarta-feira, em discurso a veteranos de guerra dos EUA, Bush comparou a guerra do Iraque à luz da experiência norte-americana em guerras no Japão, na Coréia e no Vietnã.

Historiadores e críticos do governo disseram que Bush se equivocou ao sugerir que, se as forças dos Estados Unidos tivessem ficado mais tempo no Vietnã, na década de 1970, haveria menos mortes e um resultado diferente.

O Vietnã foi unificado em 1975, depois de os EUA retirarem suas tropas e o governo comunista do então Vietnã do Norte derrubar o governo do Vietnã do Sul, pró-Ocidente.