Separatistas no nordeste da Índia matam pelo menos oito pessoas

Agência EFE

ÍNDIA - Pelo menos oito pessoas morreram na noite de quinta-feira num ataque de um grupo separatista a uma aldeia no nordeste da Índia, a poucos dias dos 60 anos da independência do país.

Oito trabalhadores morreram e dois foram feridos no estado de Assam, onde grupos separatistas atacaram a população de fala hindi, composta basicamente por imigrantes vindos do norte do país, informou a agência indiana "PTI".

A Polícia suspeita que os homens que dispararam contra as casas das vítimas, na localidade de Ampaher, pertencem a dois dos grupos que lutam pela independência da região, a Frente Unida para a Libertação de Assam (ULFA) e a Frente Nacional de Libertação Karbi Longri (KLNLF).

Também ontem três pessoas morreram e 29 ficaram feridas, entre elas cinco policiais, numa série de explosões no mesmo estado. Já são 15 os mortos por causa da violência separatista desde domingo.

A violência em Assam vem aumentando desde setembro do ano passado, quando a ULFA rompeu o diálogo com o Governo.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais