Comissão Européia permite que Reino Unido mantenha sistema de medidas

Agência EFE

LONDRES - Os britânicos comemoraram nesta quarta-feira a permissão da Comissão Européia para continuar utilizando seu sistema métrico, que calcula o peso em libras e onças e as distâncias rodoviárias, em milhas.

A decisão, comunicada em carta pela Comissão, indica que tecidos, madeiras e outros materiais da construção também poderão continuar a ser vendidos por jardas, pés e polegadas, para desespero dos europeus continentais, familiarizados com o sistema métrico decimal.

A decisão de Bruxelas cede às pressões de uma organização chamada "Mártires do Sistema Métrico', apoiada pelo Partido Conservador britânico. A medida repercutiu nesta quarta-feira em toda a imprensa do país, onde foi considerada um triunfo nacional.

O comissário europeu de Indústria, Günther Verheugen, responsável pelo tema, decidiu recuar e aceitou que o país mantivesse a dupla marcação das mercadorias, segundo o sistema métrico e o de medidas imperiais.

Verheugen informou a decisão ao eurodeputado conservador e porta-voz para assuntos industriais do partido, Giles Chichester, afirma nesta quarta-feira a imprensa britânica.

Anteriormente, a Comissão Européia tinha exigido que o sistema tradicional britânico de pesos e medidas desaparecesse de rótulos e prateleiras das lojas até 2009.

Um dos argumentos apresentados pelos grupos de pressão continentais a favor do sistema métrico era o de que a manutenção de libras e onças facilitava o comércio das empresas exportadoras britânicas com os Estados Unidos, em detrimento de suas rivais continentais.

A decisão de Bruxelas deu lugar, segundo o jornal 'The Times', a vários pedidos para que fosse concedido um perdão póstumo a quem os britânicos consideram o 'mártir' do sistema métrico decimal, um fruteiro chamado Steve Thoburn. Este foi processado por pesar as frutas que vendia em balanças não adaptadas ao sistema métrico. Thoburn morreu há três anos, com apenas 39 anos de idade, dias depois de perder o recurso perante o Tribunal Europeu de Direitos Humanos.

O diretor do grupo de pressão 'Mártires do Sistema Métrico'

dedicou o que classificou de 'vitória monumental' a seu amigo Thoburn.

- Os burocratas de Bruxelas reconheceram que obrigar os comerciantes a utilizar apenas gramas e quilos não seria bom para os negócios, escreve o tablóide 'Daily Mail'.