Imprensa cubana publica novas fotos de Fidel Castro

Agência EFE

HAVANA - Os jornais oficiais cubanos 'Granma' e "Juventud Rebelde' publicam neste sábado em suas capas novas fotos do líder Fidel Castro durante o encontro que manteve na sexta-feira com o membro da alta direção do Partido Comunista da China Wu Guanzheng.

Em uma das fotos se vê Fidel de pé, vestido com roupa esportiva, cumprimentando o dirigente chinês, e em outras duas ele aparece sentado em uma cadeira de balanço conversando com Wu Guanzheng e outro integrante da delegação da China.

As fotos têm como referência mais recente a imagem publicada no jornal colombiano 'El Tiempo' em meados de março, na qual Fidel também estava de pé, vestido com roupa esportiva, enquanto conversava com o Nobel de Literatura Gabriel García Márquez.

A nota que acompanha as fotos informa que Fidel recebeu na sexta-feira Wu Guanzheng, membro do Comitê Permanente do Escritório Político e Secretário da Comissão Central de Controle Disciplinar do Partido Comunista Chinês.

O funcionário chinês é o primeiro visitante que Fidel recebe desde a reunião de março com Gabriel García Márquez.

O líder da revolução cubana, de 80 anos, está se recuperando de uma doença mantida como segredo de Estado e que o obrigou a delegar provisoriamente seus poderes a seu irmão Raúl, primeiro vice-presidente e ministro da Defesa, em 31 de julho do ano passado, após ter sido submetido a uma delicada cirurgia intestinal.

Desde então as autoridades cubanas mantiveram a máxima discrição sobre a recuperação do comandante, embora nas últimas semanas funcionários do Governo cubano tenham insistido em que Fidel se recupera gradualmente e que poderia retornar a suas funções em breve.

Fidel Castro, que não aparece em público desde 26 de julho de 2006, conversou durante uma hora com Wu Guanzheng, que chegou na quinta-feira a Havana liderando uma delegação de alto nível, de acordo com a nota oficial divulgada pelos jornais.

- O encontro foi sumamente profundo e frutífero sobre os diversos temas abordados - afirmou a nota.

O chefe da delegação chinesa entregou a Fidel uma carta do presidente Hu Jintao, que 'é expressão dos excelentes vínculos que se desenvolveram entre o Partido e o Governo da República Popular China e o Partido e o Governo de Cuba'.

Os jornais também divulgam hoje uma foto da reunião que o funcionário chinês manteve depois com Raúl Castro, presidente interino da ilha há mais de oito meses.

A nota oficial indica que na reunião foram analisados temas nacionais e internacionais de interesse para os dois países, e se destacaram as excelentes relações bilaterais.

Também diz que os dois assinaram um convênio de cooperação econômica e técnica e um documento com as remodelações ao acordo bilateral para a promoção e proteção recíproca dos investimentos.

A China é o segundo parceiro comercial de Cuba, depois da Venezuela, com uma troca comercial de US$ 1,8 bilhão ao ano, que inclui importações da ilha para setores como energia, transporte, saúde, educação e agricultura, enquanto a China compra níquel, açúcar, remédios e produtos de biotecnologia.