Ban adverte que acordo de paz no Sudão está em fase delicada

Agência EFE

NAÇÕES UNIDAS - O secretário-geral das Nações Unidas advertiu que o acordo de paz alcançado entre o Governo de Cartum e os rebeldes do sul do Sudão está em uma 'fase delicada', e que é necessário completar e verificar a realocação de tropas, além de avançar em direção à realização de eleições.

Ban fez esse alerta em seu último relatório sobre a situação, divulgado nesta sexta-feira, e que será estudado em reunião na segunda-feira pelos membros do Conselho de Segurança, no qual diz que o conflito na região de Darfur tem desviado a atenção da comunidade internacional.

O Governo de Cartum e o grupo rebelde Exército Popular de Libertação do Sudão (EPLS) assinaram um acordo de paz no começo de janeiro de 2005, que colocou fim a uma guerra que começou em 1983.

Ban reconheceu que houve avanços na implementação do acordo, apesar dos muitos obstáculos, entre eles a morte do ex-líder rebelde e vice-presidente do país, John Garang, e a falta de confiança que ainda existe entre as partes.

- A implementação do acordo de paz chegou a um estado delicado, no qual o ponto de partida e de destino pode ser perdido - disse Ban.

- Há dois pontos de referência cruciais nesta fase média do período de transição, que são a verificação da realocação das forças que deve ser completada em 2007 e a realização de eleições que sejam livres e justas - acrescentou.