Vazamento de lodo em Java obriga a remover mais 400 pessoas

Agência EFE

JACARTA - Mais 400 pessoas tiveram que ser retiradas da região de Sidoarjo, em Java Oriental, por causa do vazamento de lodo que começou em maio do ano passado.

A camada de lodo, que já inundou oito povoados e dezenas de fábricas, mesquitas e escolas, obrigou a remoção de mais de 15 mil pessoas, e se estendeu para o norte e o oeste, cobrindo novas áreas, informou nesta quarta-feira o jornal 'The Point'.

Esta semana, o lodo obrigou à evacuação de cerca de 400 moradores de Ketapang, que foram levados a um edifício público de um povoado vizinho.

Na última terça-feira, o lodo soterrou 600 metros de uma ferrovia da localidade de Porong.

A Junta Nacional de Planejamento de Desenvolvimento da Indonésia reconheceu na semana passada que os prejuízos provocados chegam a mais de US$ 3 bilhões.