Bento XVI: Meta do cristão é se tornar semelhante a Deus

Agência EFE

CIDADE DO VATICANO - O Papa Bento XVI dedicou a catequese durante a audiência geral desta quarta-feira, realizada na Praça São Pedro, à figura de São Clemente de Alexandria, que afirmava que 'o último fim do cristão é se parecer com Deus'.

Segundo o Vaticano, 45 mil peregrinos assistiram à audiência, na véspera do aniversário de dois anos de Pontificado de Bento XVI.

O Papa explicou, como fez nas catequeses anteriores, a vida e pensamentos dos pais da Igreja Católica, e nesta quarta coube falar sobre São Clemente de Alexandria.

Para São Clemente, o último fim dos cristãos é se parecer com Deus, afirmou o Papa, mas destacou que 'isto não pode ser alcançado apenas através da razão, mas também são necessárias as virtudes'.

- As boas obras têm que acompanhar a consciência intelectual, como a sombra segue o corpo - acrescentou.

Entre as virtudes necessárias, o Papa disse que São Clemente citava especialmente dois: 'a liberdade frente às paixões e ao amor, que assegura a união íntima com Deus e sua contemplação'.

Segundo o Papa, o amor doa a 'paz perfeita e torna o verdadeiro gnóstico capaz de enfrentar os maiores sacrifícios, e também o sacrifício supremo, e faz com que ele suba degrau por degrau até a cúpula das virtudes'.

- O ideal ético da filosofia antiga, a libertação das paixões, é definido e conjugado por São Clemente com o amor no processo incessante de assimilação a Deus, que representa a itinerário de conhecimento da verdadeira gnose - acrescentou Bento XVI.